Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Lula garante que não mexe em juros para ganhar eleição

Ao defender a política de juros do governo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que em hipótese alguma mexeria na taxa de juros para ganhar a eleição. "Os juros aumentaram 15 dias antes das eleições (municipais) e nem por isso os índices de aprovação do presidente caíram", disse Lula, durante café da manhã com jornalistas.O presidente disse também que o crescimento econômico no País é irreversível e destacou que o Brasil deve buscar um modelo próprio de crescimento e não ficar copiando modelos dos Estados Unidos, da União Européia ou da China.Em seguida, o presidente relatou que em conversa com um empresário, este ficou exaltando os números do crescimento na China. "Eu disse para ele que na China só há um partido único e não há liberdade de imprensa", narrou Lula. "O Brasil está numa fase muito boa, tem tudo para ter um crescimento ainda maior, um crescimento robusto de forma significativa", afirmou.O presidente comentou também o resultado de uma cooperativa de alimentos do Paraná que lhe enviou um cartão informando que vendeu 102% a mais este ano que no ano passado. "Esse otimismo está na Câmara, está no Senado mas sempre vai ter quem reclame. Para mim, no entanto, não há espaço para lamentações", declarou o presidente ao comentar que "pouquíssima gente" podia imaginar que a economia do País chegaria aos números positivos atuais. "Melhor do que qualquer otimista podia prever", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.