Lula inicia esforço para unir países em desenvolvimento

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva aproveita os encontros com chefes de Estado durante sua participação na cúpula do G-8, em Evian, na França, para iniciar uma ofensiva diplomática que visa fortalecer uma ação coordenada entre os países em desenvolvimento nas negociações de abertura comercial. Durante as reuniões com os presidentes de África do Sul, Senegal, Nigéria e Argélia, Lula destacou a importância de uma iniciativa conjunta para a defesa de interesses comuns.Lula propôs ao presidente da África do Sul, Thabo Mbeki, a realização no Brasil de um encontro dos líderes do G-15, grupo que reúne os maiorespaíses em desenvolvimento. Os dois presidentes também discutiram a reunião entre representantes de Brasil, África do Sul e Índia, prevista para junho, que debaterá uma estratégia em relação aos temas da Organização Mundial do Comércio (OMC). "Os chefes de Estado afirmaram a necessidade do Brasil ter um papel de liderança nesta ação coordenada", disse o secretário de assuntos internacionais, Marco Aurélio Garcia. Segundo Garcia, os encontros serviram também para a discussão de questões bilaterais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.