bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Lula manifesta preocupação a Bush sobre impasse na OMC

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva manifestou nesta segunda-feira, no telefonema que recebeu do presidente dos Estados Unidos, George W.Bush, a sua preocupação com o impasse criado na Organização Mundial do Comércio (OMC). Lula defendeu a necessidade de um novo impulso político nessas conversações. De um lado, a União Européia não quer a abertura do mercado agrícola e de outro, os Estados Unidos não querem abrir mão dos subsídios domésticos concedidos aos seus agricultores, se a União Européia não aceitar a abertura do mercado. Para o presidente brasileiro, os três principais grupos de negociação (União Européia, Estados Unidos e os países desenvolvidos) têm que saber a sua parte na discussão, respeitando o princípio da proporcionalidade. Lula, segundo informações da Secretaria de Imprensa da Presidência da República, falou também sobre a necessidade de se aproveitar a reunião de ministros, em Genebra, ainda no mês de junho, para tentar vencer esse impasse. E se não houver um entendimento, ele defende que o assunto seja discutido pelos presidentes e chefes de governo. O presidente não citou, mas já defendeu anteriormente a discussão do tema na reunião de presidentes do G-8, em São Petersburgo, na Rússia. Bush, segundo a Secretaria de Imprensa, disse que os seus negociadores irão a Genebra com uma mensagem clara e que esperava que as negociações chegassem a um bom termo. O presidente norte-americano teria concordado com Lula de que é preciso intensificar o diálogo e também que depois das avaliações dos resultados dessa reunião de ministros poderia se decidir sobre a reunião de presidentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.