portfólio

E-Investidor: qual o melhor investimento para 2020?

Lula: não há data para construir 1 milhão de casas

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou claro, em seu discurso no lançamento do programa "Minha Casa, Minha Vida", que não aceitará cobranças de cumprir a meta de construção de um milhão de casas populares - considerada por ele como um "desafio" - até o final do mandato. Ao lançar o plano, Lula disse que o cumprimento da meta depende do esforço do setor da construção civil, de prefeitos, governadores e até de arquitetos. "Não tem data; portanto ninguém me cobre fazer um milhão de casas em dois anos", afirmou o presidente. "A gente não tem de se importar com o tempo. Gostaria que terminássemos em 2009. Se não conseguirmos, 2010 ou 2011..."

LEONENCIO NOSSA, Agencia Estado

25 de março de 2009 | 13h23

Em tom de desabafo, Lula disse que eventuais problemas para o cumprimento da meta não poderiam ser apenas creditados aos órgãos públicos. "Não é por maldade da máquina pública, mas da sociedade brasileira que a tornou assim." O presidente fez um apelo para que prefeitos e governadores apresentem imediatamente projetos bem trabalhados para acelerar a construção das casas. "Agora, precisamos de projetos para que a gente consiga ''desovar'' o dinheiro, porque senão o Guido (ministro da Fazenda, Guido Mantega) vai dizer que o fluxo do Tesouro está se exaurindo", disse o presidente, rindo e referindo-se a habitual trecho de discursos de Mantega.

Lula disse que é "extremamente importante" que os prefeitos e governadores apresentem logo seus projetos à Caixa Econômica Federal. "A Caixa parece que está altamente preparada para, a partir de 13 de abril, a gente começar a funcionar a pleno vapor", afirmou ele, dirigindo o olhar à presidente da Caixa, Maria Fernanda Coelho, e comentando sobre sua elegância.

Tudo o que sabemos sobre:
pacotehabitaçãoLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.