Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Lula nega estudo para taxar entrada de dólares

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje, em entrevista no município de Cabrobó, em Pernambuco, que o governo não estuda a retomada da cobrança do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) na entrada de dólares no País. "Essa coisa de economia a gente não pode falar. Estou há três dias viajando. E não tem nenhuma previsão de fazer taxação alguma", declarou o presidente. Ante a insistência de repórteres, Lula disse que é "muito cuidadoso" em relação a assuntos econômicos e que o presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, "é muito responsável".

LEONENCIO NOSSA, ENVIADO ESPECIAL, Agencia Estado

16 de outubro de 2009 | 14h04

"Quando sai uma notícia errada, quem perde é o Brasil, é o povo brasileiro", afirmou o presidente. Ele disse que não costumar "dar palpites em economia" e citou como exemplo o processo de definição da taxa básica de juros (Selic). Lula comentou que, recentemente, saiu uma notícia segundo a qual ele e Meirelles haviam acertado entre si a taxa para a Selic, às vésperas de uma reunião do Comitê de Política Monetária (Copom). "Isso nunca existiu. Eu não discuto taxa básica de juros", declarou.

Tudo o que sabemos sobre:
Luladólarestaxação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.