Lula: novo governo dos EUA usará etanol brasileiro

Independentemente de quem vença a eleição presidencial nos Estados Unidos, haverá uso do etanol brasileiro naquele país. A avaliação foi feita esta tarde pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, à TV Bloomberg. ?Qualquer um que ganhe as eleições lá se dará conta: (o etanol) é mais barato, gera mais emprego, garante mais paz, não cria conflito com a produção de alimentos?, enumerou. Para Lula, o posicionamento dos candidatos democrata, Barack Obama, que é contra a compra do produto brasileiro, e do republicano, John McCain, que está a favor, é apenas uma questão de estratégia eleitoral. ?Cada um, neste momento, faz discurso para seus eleitores. Quando tomam posse e assumem, começam a trabalhar em função da realidade?, argumentou.Lula acrescentou, no entanto, que o etanol brasileiro, produzido por meio da cana-de-açúcar, não precisa necessariamente substituir a produção americana. ?Não precisam prescindir do que já estão fazendo. Cada governo tem soberania para decidir o que é melhor para seu país?, alegou, alertando, porém, que é preciso identificar os reflexos das decisões para o resto do mundo.O presidente ressaltou, na entrevista, que a produtividade da cana é 126% maior do que a do milho (do qual é feito o etanol noa EUA) e que o custo da primeira é 50% inferior ao do segundo. ?É tudo mais barato e com a garantia de que os Estados Unidos estarão cercados por países que vivem em paz e que os querem como parceiros?, resumiu. Para ele, a responsabilidade do petróleo sobre a atual disparada da inflação global é muito maior do que a do milho, no entanto. Vale lembrar, contudo, que grande parte da elevação dos índices está relacionada ao aumento dos preços de produtos alimentícios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.