Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Lula participa do Conselho de Política Energética

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa nesta quinta da reunião do Conselho Nacional de Política Energética, na sede da Petrobras, no Rio. A decisão do presidente de acompanhar de perto o conselho foi tomada hoje. Ontem, o presidente gastou quase três horas para discutir a questão do abastecimento do gás com técnicos e autoridades diversas do setor energético. O governo avalia que não há uma crise no atual momento, mas considera fundamental garantir investimentos na área para evitar problemas num médio prazo. O governo quer incentivar as termelétricas, por exemplo, a recorrerem a outras fontes, como o diesel, quando necessário.Na reunião de ontem à noite, os técnicos e autoridades da área disseram ao presidente que o diesel é uma fonte mais cara que o gás e poluidora, mas pode ser a solução diante de um risco de racionamento em 2011.BolíviaO presidente Lula decidiu também assumir pessoalmente a retomada de negociações com a Bolívia, que possui grandes reservas de gás.Na avaliação do Planalto, as divergências com o presidente da Bolívia, Evo Morales, estão superadas. Em 2006, Morales ocupou refinarias da Petrobras e estabeleceu uma nova lei dos hidrocarbonetos. Agora, avaliam assessores do presidente Lula, qualquer investimento da Petrobras no país vizinho já estará condicionada às novas regras bolivianas de concessão de exploração de gás.A própria disposição de Evo Morales de procurar a Petrobras e oferecer campos de exploração de gás já seria sinal de que há garantias para os investimentos da estatal brasileira no país.

LEONENCIO NOSSA, Agencia Estado

06 de novembro de 2007 | 19h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.