Lula prevê criação de 150 mil vagas formais em agosto

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva estimou hoje que a geração de empregos formais (com carteira assinada) em agosto deve bater recorde e chegar a 150 mil postos. De acordo com a Agência Brasil, a afirmação foi feita em entrevista a rádios de Roraima, onde o presidente passa esta segunda-feira. Na entrevista, Lula disse que os dados do Cadastro de Empregados e Desempregados (Caged) serão divulgados na próxima quinta-feira (dia 17) pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

AE, Agencia Estado

14 de setembro de 2009 | 13h31

Na entrevista, Lula destacou: "Certamente vamos bater outra vez recorde de criação de empregos, deve ser por volta de 150 mil empregos. Enquanto o mundo inteiro está tendo desemprego, vamos chegar ao fim do ano com quase um milhão de empregos novos criados com carteira assinada."

Segundo a Agência Brasil, o último resultado do Caged registrou a criação de 138.402 vagas formais em julho de 2009, o melhor saldo registrado no ano e o quarto maior da série histórica, segundo dados do cadastro. O número é 0,43% maior do que o registrado no mês anterior, mas é menor do que o referente a julho de 2008, quando foram criados 203.218 postos. No acumulado do ano, o saldo é de 437.908 postos.

Tudo o que sabemos sobre:
empregosLulaCaged

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.