Lula prevê medidas para contrabalançar CPMF nos próximos dias

O presidente Luiz Inácio Lula daSilva afirmou nesta segunda-feira que o governo poderá tomarnos próximos dias medidas para compensar as perdas emarrecadação decorrentes do fim da CPMF e garantiu que aspolíticas sociais e o Programa de Aceleração do Crescimento(PAC) terão continuidade. O fim do imposto, votado no Senado na semana passada,representa uma perda de cerca de 40 bilhões de reais noOrçamento a partir de 2008. "Eu preciso discutir com o ministro da Fazenda, discutircom o ministro do Planejamento, para que a gente possa tomar asatitudes mais maduras possíveis, mais conscientes, sem nenhumatropelo", disse Lula em seu programa de rádio "Café com oPresidente". "Se for necessário fazer algumas mudanças, nós vamos commuito cuidado, com muito critério, tomar essas medidas nospróximos dias... As políticas sociais vão continuaracontecendo. Nós vamos tomar todas as medidas para que a gentenão mexa no PAC, para que a gente não mexa nas políticassociais." Segundo ele, se a economia continuar crescendo, o governoterá como arrecadar mais dinheiro. No domingo, o presidente desautorizou declarações doministro da Fazenda, Guido Mantega, sobre a criação de um novoimposto e cortes em programas sociais. Mantega levantou essas possibilidades durante entrevistas adiferentes veículos de comunicação no final de semana. (Por Vanessa Stelzer)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.