Lula prevê pagamendo de dívida com organismos internacionais

Durante encontro com 49 embaixadores que ocupam postos em missões brasileiras no exterior, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assumiu o compromisso de, até setembro deste ano, saldar a dívida do Brasil com organismos internacionais. O Itamaraty ainda está levantando o valor exato dessa dívida."Trata-se de um esforço pessoal do presidente para garantir que o Brasil tenha uma posição digna com seus credores e organismos internacionais", afirmou o chanceler Celso Amorim, à saída do encontro, do qual participaram também, além dele, os chefes de departamentos do Itamaraty e o assessor do presidente para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia. "Nós temos de pagar o que nós devemos, porque esse valor faz parte da nossa dívida externa. É como se nós, como pessoa física, tivéssemos uma dívida com um banco", completou o chanceler, quando questionado se esta decisão não estaria ambientada para facilitar um eventual acesso do Brasil como membro permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.