Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Lula quis explicar poupança a líderes partidários, diz Múcio

Segundo ministro de Relações Institucionais, Lula afirmou, em reunião, que pequeno poupador não será afetado

Tânia Monteiro, da Agência Estado,

13 de maio de 2009 | 12h53

O ministro de Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, disse que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez questão de convocar os líderes partidários para explicar, na reunião do Conselho Político, as decisões tomadas pelo governo sobre a caderneta de poupança.

 

No encontro, relatou, Lula garantiu que pequenos poupadores não serão afetados. É possível que o governo faça algum outro tipo de comunicado nesta quinta para explicar à população as mudanças na poupança. Isso está sendo discutido entre os ministros da Secretaria da Comunicação Social da Presidência, Franklin Martins e da Fazenda, Guido Mantega. O objetivo, segundo Múcio, é "desarmar a oposição" e assegurar aos pequenos poupadores que nada vai acontecer com o seu rendimento. "A poupança está preservada", afirmou o ministro.

 

Na reunião, segundo José Múcio, Mantega mostrou aos líderes a graduação dos poupadores, e informou que 99% têm aplicados menos de R$ 50 mil. Ele explicou, também, que com a queda da Selic, grandes investidores estão indo para a poupança, o que desestimula os investimentos. "A oposição, que pensou que o Brasil ia sucumbir pela crise, viu que nós estamos saindo bem dela", disse José Múcio.

 

Ainda durante a reunião, segundo Múcio, Lula aproveitou para explicar as razões de vários vetos a projetos e dispositivos aprovados pelo Congresso Nacional, e pediu que esses vetos sejam mantidos para evitar que haja impacto em questões fiscais.

Tudo o que sabemos sobre:
crise financeirajurospoupança

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.