Lula rebate crítica de presidente da Caterpillar

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a prometer, hoje, que não faltarão recursos para melhorar a infra-estrutura do País. "Se depender de hidrelétrica, estradas, investimentos em infra-estrutura para a Caterpillar crescer um pouco mais, contratar mais funcionários, podem começar a fazer contratações", disse Lula, na solenidade de comemoração dos 50 anos de instalação da empresa norte-americana no País. O discurso do presidente foi uma resposta às críticas feitas pelo presidente da Caterpillar Brasil, William J. Rohner, à alta carga tributária existente no País, às dificuldades de infra-estrutura, ao aumento do preço das commodities e às dificuldades de logística. "O Brasil tem sérios desafios competitivos", disse Rohner ao discursar antes do presidente, para, em seguida, ouvir esta promessa do presidente: "Fiquem certos de uma coisa: não haverá falta de dinheiro na infra-estrutura brasileira". Lula observou que nem todas as empresas, como a Caterpillar, tiveram sorte. Lembrou que empresas como a Villares e a Cobrasma, em São Paulo, chegaram a fechar as portas por falta de mercado, além de empresas dos setores naval e ferroviário, que agora estão retomando suas atividades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.