Lula: reunião é marco importante para países do Bric

Líderes políticos do Brasil, Rússia, Índia e China vão selar "o compromisso de ajudar a oferecer respostas novas para velhos problemas e uma liderança audaz diante da inércia e da indecisão", escreveu o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em artigo publicado no site do jornal espanhol El Pais. A reunião de cúpula do grupo conhecido como Bric ocorre hoje em Ecaterimburgo, na Rússia, e representa "um marco importante da relação de nossos países com um mundo que passa por mudanças profundas".

MARCÍLIO SOUZA, Agencia Estado

16 de junho de 2009 | 12h28

Lula destacou que o mundo enfrente hoje ameaças de grandes complexidades que requerem respostas urgentes e para as "quais alguns contribuíram enormemente, ao passo que outros não são mais do que suas vítimas impotentes". Ele também afirmou que a crise econômica aumenta o sentimento crescente de complexidade e impotência ante as alterações climáticas e o perigo de escassez mundial de alimentos e energia e acrescentou que a sociedade moderna deve revisar um sistema que desperdiça os recursos naturais e "que condena milhões de pessoas à pobreza e ao desespero".

O presidente afirmou ainda que as quatro economias do Bric apresentaram nos últimos anos um crescimento sólido e um aumento de 500% do comércio entre elas desde 2003. "Isso ajuda a explicar por que hoje geramos 65% do crescimento mundial, o qual se converte na principal esperança de uma rápida recuperação da recessão mundial". Isso, segundo Lula, cria esperanças de que "os quatro países sejam capazes de exercer uma liderança responsável com o fim de ajudar a reconstruir um governo global e um crescimento sustentável para todos."

Tudo o que sabemos sobre:
LulaBric

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.