Lula será anfitrião de reunião do BID em BH

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participará como anfitrião da 47ª Assembléia Anual do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que começa na próxima segunda-feira em Belo Horizonte, Minas Gerais. O evento contará com a presença dos presidentes da Bolívia, Evo Morales, e de Honduras, José Manuel Zelaya.Enquanto Lula irá à reunião na condição de anfitrião, Zelaya participará pela primeira vez do fórum de um órgão internacional destas características desde que assumiu a Presidência de Honduras, no final de janeiro. Fontes do BID confirmaram também a presença do presidente da Bolívia, Evo Morales, que deve chegar a Belo Horizonte no próximo domingo.Os preparativos da assembléia, que pela primeira vez será presidida por Luis Alberto Moreno como principal responsável do BID, já estão em andamento com uma série de seminários e atos formais, com a presença de ministros, governadores e outros responsáveis políticos.Além das delegações oficiais, haverá a presença de empresários, banqueiros, órgãos internacionais e organizações não-governamentais, que também participam de todas as atividades convocadas por ocasião da reunião do BID.No total, o órgão espera a inscrição de mais de 12 mil pessoas para assistir aos atos programados da 47ª Assembléia Anual, que terá como lema "Portas Abertas para o Desenvolvimento", e da 21ª Assembléia da Corporação Interamericana de Investimentos (CII).Relatório No início das sessões plenárias, na próxima segunda-feira, Moreno apresentará o relatório anual do BID correspondente ao ano de 2005, que traz detalhes das atividades do banco no ano passado e é uma resenha das condições econômicas da América Latina e do Caribe. A sessão plenária e todas as atividades que a cercam acontecerão no centro de conferências Expominas, em Belo Horizonte.A Assembléia de Governadores do BID é o mais alto órgão de decisão da entidade. Seus membros são ministros de Finanças e Economia, presidentes dos bancos centrais e outros altos funcionários governamentais dos países que integram a instituição.Os governadores representam os 47 países-membros do BID, que incluem 28 países das Américas, 16 da Europa, além de Israel, Japão e Coréia do Sul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.