Lula torce para Copom reduzir juros, dizem fontes

'Vamos ver se o Copom vai fazer o que o Alencar quer', teria dito o presidente no Palácio do Planalto

Leonencio Nossa, da Agência Estado,

29 Outubro 2008 | 13h50

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva não esconde que deseja uma redução da taxa básica de juros, a Selic, informaram à Agência Estado interlocutores dele no Palácio do Planalto. Uma decisão sobre a Selic será anunciada nesta quarta-feira, 29, ao final da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central (BC).     Veja também: BC pode subir juro para evitar impacto do dólar nos preços Saiba o que está em jogo na decisão sobre os juros Veja os reflexos da crise financeira em todo o mundo Veja os primeiros indicadores da crise financeira no Brasil Lições de 29 Como o mundo reage à crise  Entenda a disparada do dólar e seus efeitos Especialistas dão dicas de como agir no meio da crise Dicionário da crise    Segundo esses interlocutores, o presidente, com cautela para não deixar vazar sua opinião, fala do assunto freqüentemente com pessoas que têm acesso ao seu gabinete.   Além do relato dos interlocutores de Lula, um comentário sobre os juros foi relatado, nesta tarde, pelo prefeito de Belo Horizonte, José Pimentel (PT), após audiência em que foi recebido por Lula junto com o prefeito eleito da capital mineira, Márcio Lacerda (PSB): "Vamos ver se o Copom vai fazer o que o Alencar quer", disse Lula, segundo Pimentel, em um momento em que entrava no gabinete o vice-presidente da República, José Alencar, ferrenho defensor da redução dos juros desde o início do primeiro mandato do presidente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.