Lupi: 639 mil trabalhadores não sacaram abono do PIS

Mais de 639 mil trabalhadores têm R$ 415 a receber nos bancos, referente ao abono do PIS, e correm o risco de perder o dinheiro. Todos os que tiveram pelo menos um mês de carteira assinada no ano passado e que ganharam até dois salários mínimos têm direito a um outro mínimo de abono do PIS/Pasep. O dinheiro está disponível nos bancos até 30 de junho.O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, fez um apelo hoje para que os trabalhadores procurem as agências da Caixa Econômica Federal para retirar o dinheiro. Para pegar o abono salarial, é preciso levar a carteira de trabalho e o cartão do PIS. "Cada um desses trabalhadores têm um salário mínimo reservado nos bancos. Eles têm o direito de sacar esse dinheiro", diz. Funcionários públicos na mesma condição também têm direito e devem procurar o Banco do Brasil.Até agora, 95,5% dos que têm direito - cerca de 13,5 milhões - já sacaram o abono. Essa é a maior ocorrência de saques já registrada na história do programa de abono. Em 2007, por exemplo, 94,8% dos que tinham direito retiraram o dinheiro. Atualmente, entre 4 mil e 4,5 mil trabalhadores têm sacado o dinheiro diariamente.Lupi também apresentou a proposta do novo calendário para o saque do abono do PIS/Pasep para 2008/2009. A intenção do ministro é iniciar os pagamentos em 8 de agosto para os trabalhadores que nasceram em julho. O calendário termina com os nascidos em junho, que poderão sacar o abono a partir de 18 de novembro. A data final de saque para todos é 30 de junho de 2009. O calendário precisa ser aprovado em reunião do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) na próxima semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.