Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Lupi prevê taxa de desemprego abaixo de 5,5% em 2011

O ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, que foi confirmado ontem no cargo para o governo da presidente eleita Dilma Rousseff, previu hoje que a taxa de desemprego medida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) deve ficar abaixo dos 5,5% no próximo ano. "No ano que vem ficará abaixo de 5,5%, em torno de 5,3%", afirmou Lupi.

CÉLIA FROUFE, Agencia Estado

17 de dezembro de 2010 | 14h18

A taxa de desemprego apurada pelo IBGE nas seis principais regiões metropolitanas do País ficou em 5,7% em novembro, ante 6,1% em outubro, em novo nível recorde de baixa na série histórica, informou hoje o instituto.

Lupi disse que um foco da sua gestão durante a nova administração será reformular o modelo do seguro-desemprego. "Este é um grande desafio para mim", afirmou. Ele disse que não é possível mais tampar o sol com a peneira e que o governo tem conhecimento de que o direito do trabalhador muitas vezes é mal utilizado, transformando-se num ganho para o empregado e a empresa e com prejuízo para a União.

Segundo o ministro, o intuito é tornar o modelo brasileiro mais parecido com o italiano. "O trabalhador que recebe seguro desemprego tem que fazer capacitação nesse período e comprovar que não tem mesmo mais nenhum vínculo empregatício", afirmou.

Sobre sua permanência no cargo, Lupi disse que se sentiu reconhecido pelo trabalho à frente da pasta. "A gente se sente um pouco reconhecido." Para ele, o momento que o Brasil vive é bom. O ministro reproduziu a jornalistas uma expressão que seria usada pela sua avó: "Para quem diz que tenho sorte, digo: só tem sorte quem trabalha."

Tudo o que sabemos sobre:
LupidesempregoIBGEseguro-desemprego

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.