Macarronada fica mais cara a partir de amanhã

As novas tabelas de preços de macarrão chegam ao varejo apartir de amanhã com aumentos que oscilam entre 21% e 25%. Os reajustes, que já somam 45% no terceiro trimestre, se devem principalmente a dois fatores: nova elevação do dólar em relação ao real e redução mundial da oferta do trigo. "A causa é a somatória do aumento agressivo da tonelada do trigo nos últimos meses, que impacta a farinha de trigo; da crise da Argentina, principal fornecedora de trigo para o Brasil, e, ainda, do aumento de outros insumos básicos, como energia elétrica, combustível e embalagens", detalhou o presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Massas Alimentícias (Abima), Aluisio Quintanilha. Hoje, sem o novo reajuste, o quilo do macarrão com ovos sai a R$ 3,00 e o de sêmola, em torno de R$ 2,80.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.