carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Maduro pede apoio do setor privado na Venezuela

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu o apoio do setor privado para impulsionar a produção e combater a inflação e o desabastecimento do país.

AE, Agencia Estado

24 de abril de 2014 | 00h40

"Temos que estabelecer uma base econômica independente própria e substituir definitivamente e encerrar um ciclo histórico de quase 50 anos", disse Maduro, em discurso televisionado. O presidente também atacou o movimento especulativo do dólar, com o lucro em atividades não produtivas. "Façamos uma iniciativa de toda a nação para uma nova economia."

O diálogo do governo com os empresários ocorre em um momento econômico caracterizado por inflação - em fevereiro, a taxa anualizada avançou 57,3% - e desabastecimento de alimentos e de outros itens básicos, além de um forte déficit fiscal e problemas no mercado cambial.

Maduro explicou que nas reuniões dos últimos dois meses surgiram propostas para várias políticas econômicas, sendo que algumas serão adotadas imediatamente, como medidas para "destravar" todos os mecanismos que impedem a produção no país. Alguns empresários têm reclamado de desaceleração nas atividades por causa do controle cambial imposto pelo governo, o que impede a importação de matérias-primas.

Nesta quinta-feira, o governo venezuelano também publicará uma lista de fixação de preços para pelo menos 50 produtos básicos. No início do ano, Maduro colocou em vigência uma lei que estabelece lucro máximo de 30% para os empresários e criou um organismo para cumprir a nova regulação. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Venezuelaeconomia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.