coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Mães e futebol puxam vendas do comércio

O faturamento do comércio da região metropolitana de São Paulo cresceu 8,63% em maio, na comparação com abril, de acordo com a Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista (PCCV) da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP). O desempenho foi atribuído ao Dia das Mães e à Copa do Mundo. Na comparação com maio do ano passado, a elevação foi de 4,43%.O aumento do faturamento de abril para maio foi puxado pelos segmentos relacionados ao Dia das Mães: vestuário (52,55%), calçados (23,99%), bens de consumo (10,34%), lojas de departamentos (6,90%), utilidades domésticas (11,82%), supermercados (6,36%) e farmácias e perfumarias (7,20%). As quedas mais significativas ficaram com material de construção (-13,01%), concessionárias de veículos (-6,63%) e móveis e decorações (-0,83%).Na comparação com maio, o mundial de futebol ajudou nas vendas de bens duráveis, que subiram 7,75%. Houve crescimento também no faturamento de varejo de bens de consumo que não dependem de crédito, como supermercados (8,26%) e farmácias e perfumarias (7,20%).Já os bens semiduráveis registraram baixa (-31,17%), sobretudo em vestuário. O comércio automotivo e os materiais de construção caíram 19,91% e 21,21%, respectivamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.