Magazine Luiza fatura R$ 55 milhões com dia de liquidação

Pelo menos 3 milhões de consumidores passaram nesta sexta-feira pelas 352 unidades do Magazine Luiza em sete Estados brasileiros, na Liquidação Fantástica, saldão de produtos com até 70% de desconto realizado anualmente pela rede. Foram 500 mil pessoas a mais que no ano passado. Segundo informou o Magazine Luiza no fim da tarde desta sexta, o faturamento da rede foi de R$ 55 milhões, R$ 5 milhões a mais que em 2006 e o equivalente a quase dez dias normais de vendas. Foram vendidos 1,4 milhão de itens. Em Campinas, pelo menos 30 mil consumidores passaram pela maior e mais antiga unidade da rede na cidade, na avenida Francisco Glicério, no Centro. Mas este ano, a primeira pessoa da fila não levou os produtos para casa. A dona de casa Eliana da Silva, 37 anos, revezou com o marido, Benedito, em plantões em frente à loja da Glicério desde as 8 horas de terça-feira. Depois de esperar três dias e três noites e escolher geladeira, fogão, máquina de lavar, jogo de panelas, forno de microondas, cama de casal, guarda-roupa e colchões, desistiu da compra, na fila do caixa. "Estava muito tumulto e meu marido preferiu deixarmos as coisas lá e tentarmos comprar, com dinheiro vivo, em outra loja", afirmou.O Magazine Luiza informou que as filas nos caixas demoram mais no dia da liquidação porque as 352 lojas da rede operam com maior volume de compras e ao mesmo tempo. Eliana saiu de Hortolândia, na Região Metropolitana de Campinas, e tinha R$ 6,5 mil para gastar na loja. Dividiu o dinheiro e fez compras dos mesmos produtos em duas lojas concorrentes, o Ponto Frio e a Colombo. "Não comprei o microondas, mas consegui no lugar duas cômodas de solteiro e uma sanduicheira elétrica. O meu maior prejuízo foi ficar três dias numa fila, mas eu não culpo a loja. O tumulto é comum nessas liquidações. Nós é que preferimos tentar outra alternativa", afirmou Eliana. No ano passado, o Magazine Luiza ficou aberto num sábado, das 5 às 11 horas. Nesta sexta-feira, em comemoração aos 50 anos da rede, a liquidação teve tempo de duração maior - das 6 às 16 horas. As dez primeiras pessoas da fila tiveram 15 minutos para escolher os produtos que iriam comprar, antes dos demais consumidores. "A chuva atrapalhou também", disse outra consumidora, que chegou à fila na quarta-feira, Sirlei de Jesus. Ela comprou um aparelho de televisão de 29 polegadas e um DVD player e gastou R$ 700. Como cada consumidor foi responsável pelo transporte do produto adquirido, o saldão também movimentou os serviços de motoristas de caminhão e carregadores nas proximidades das lojas. "O problema é que esse ano foi mais tumultuado mesmo. Ano passado fiz 18 carretos. Neste, só três até o fim da manhã", afirmou o motorista Galante Ferreira da Silva. O Magazine Luiza informou que não registrou ocorrências por falta de segurança durante a liquidação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.