finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Magda sugere uma área por vez em leilões do pré-sal

A diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Magda Chambriard, afirmou que tende a recomendar ao governo federal que apenas uma área do pré-sal seja leiloada por vez. E que as disputas aconteçam a cada dois ou três anos. A decisão final sobre os leilões é do governo. "O excesso de oportunidades prejudica o valor desse ativo (pré-sal) para o Brasil", disse a executiva em entrevista ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, nesta sexta-feira, 20.

SABRINA VALLE E IRANY TEREZA, Agencia Estado

20 de setembro de 2013 | 16h25

A reguladora lembra que existem áreas no pré-sal mapeadas para leilão, não tão gigantes quanto Libra, mas com volumes consideráveis de petróleo. Magda citou a área de Pau-Brasil, já certificada por consultoria internacional.

"Colocar em leilão uma oportunidade (de exploração) onde eu espero 3 bilhões, 4 bilhões, 5 bilhões de barris de óleo recuperável, eu teria a tendência de sugerir (ao governo) ofertar uma única oportunidade", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
ANPpré-sala

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.