Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Presidente da Câmara estima que governo arrecadará R$ 90 bi com repatriação

Até quarta-feira, a Receita contabilizava que R$ 18,6 bi já tinham entrado nos cofres

Igor Gadelha, O Estado de S.Paulo

20 de outubro de 2016 | 16h11

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), previu nesta quinta-feira, 20, que a União arrecadará cerca de R$ 90 bilhões com o programa de repatriação de recursos enviados ilegalmente ao exterior. 

A previsão de Maia é um pouco mais otimista do que a do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. De acordo com o presidente da Câmara, o ministro disse nessa quarta-feira, 19, que a previsão do governo era arrecadar aproximadamente R$ 80 bilhões com o programa.

Maia afirmou que, caso o projeto que flexibilizava as regras do programa tivesse sido aprovado pelo Congresso Nacional, a arrecadação poderia ter sido de R$ 100 bilhões. O projeto foi arquivado após União, Estados e oposição não chegarem a acordo sobre o texto.

Nessa quarta-feira, 19, a Receita Federal informou que, até o início da manhã, a receita obtida com o programa tinha sido de R$ 18,6 bilhões. Segundo o órgão, quase 10 mil contribuintes brasileiros já tinham aderido ao programa, cujo prazo de adesão acaba em 31 de outubro.

O programa de repatriação foi criado por meio de lei aprovada pelo Congresso Nacional em dezembro de 2015. Ele prevê anistia penal e tributária a sonegadores brasileiros em troca do pagamento de 15% de multa e 15% de Imposto de Renda (IR) sobre os recursos regularizados. 

(Colaborou Daiene Cardoso)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.