Maior acesso e diversificação atraem novos investidores
Conteúdo Patrocinado

Maior acesso e diversificação atraem novos investidores

Produtos mais acessíveis e possibilidade de investir pela internet têm conquistado brasileiros. Bancos digitais como o meu_BMG oferecem condições especiais com foco em novo perfil de investidor

BMG, Media Lab
Conteúdo de responsabilidade do anunciante

31 de julho de 2019 | 10h00

Um ambiente de investimento mais democrático, com opções para todos os gostos e bolsos e venda facilitada pelos bancos e plataformas digitais. É neste contexto que os brasileiros estão descobrindo alternativas de investimento que vão além da caderneta de poupança. Por muito tempo, essa era a única opção para quem tinha menos recursos e, mesmo assim, só era acessível a correntistas. Este cenário vem mudando rapidamente e, hoje, com um aporte inicial mínimo e sem vínculo com a instituição, já é possível ter acesso a uma quantidade bem maior de possibilidades.

Dois fatores aceleraram esse movimento de diversificação: a queda forte no rendimento da caderneta de poupança e as preocupações com longevidade e necessidade de poupar para a velhice. “Quem quiser qualidade de vida no futuro precisa poupar agora e sempre buscando retorno maior”, afirma o tesoureiro do Banco BMG, Clive Botelho.

Além da poupança, os fundos DIs – que buscam render o mesmo que a taxa básica da economia – tendem a perder espaço no horizonte dos investidores. “Este movimento de diversificação já vem ocorrendo e acredito que o surgimento das plataformas digitais, boa parte sem custo para o investidor, vai acelerar ainda mais o processo”, aponta Botelho.

Segundo o executivo, entre os investidores mais qualificados – que, por terem mais informação, já estavam em produtos de renda fixa mais rentáveis -, a tendência é que incorporem na carteira papeis de renda variável que embutem um pouco mais de risco, como ações e fundos imobiliários. Já para quem ainda está na caderneta de poupança e nos fundos DI massificados, o foco devem ser produtos de renda fixa, mais rentáveis, porém com risco equivalente.

De acordo com dados do Banco Central (BC), atualmente a caderneta de poupança tem saldo perto de R$ 800 bilhões, mesmo pagando apenas 70% da Selic mais a Taxa Referencial (TR) – hoje rodando em 0%. Já o patrimônio dos fundos DI gira em torno de R$ 400 bilhões, e o que corrói os ganhos desse tipo de fundo, é a taxa administrativa. Há fundos que cobram mais de 2% de administração.

Banco BMG oferece taxas especiais

Foi para atender a essa nova demanda e perfil de investidor que o BMG criou, em 2017, a plataforma digital BMG Invest. O braço digital de investimentos do banco oferece produtos mais rentáveis e no perfil de risco que o brasileiro está disposto a assumir.

Por ocasião da comemoração dos 89 anos do Banco BMG, completados no dia 31 de julho, a plataforma está com uma campanha especial. Até dia 2 de agosto, a plataforma irá oferecer taxas especiais para alguns CDBs. A oferta elevará em dois pontos percentuais o retorno dos produtos. CDBs pós-fixados com prazo acima de um ano que pagam 107% do CDI passaram a render 109%. Os rendimentos podem chegar até 116% do CDI para 4 e 5 anos. A oferta está disponível para todos os correntistas do meu_BMG, e para abrir a conta, o processo é 100% online e sem custos.

Os produtos do BMG Invest funcionam como “próteses da poupança” em termos de liquidez. “Tem vencimento na data do aporte, como a caderneta, e paga 100% do retorno se sacado naquela data. Se for antes, o retorno é proporcional aos dias”, explica Botelho. Será possível investir a partir de R$ 1.000.

O estoque de CDB do banco chega a cerca de R$ 9,5 bilhões de CDB. Só no primeiro trimestre, foram captados R$ 9.372 em CDB, um aumento de 14,9% em relação ao mesmo período em 2018, e a maioria comprada por pessoas físicas. “A ideia é diversificar ainda mais, melhorar o retorno e democratizar os investimentos. É um caminho sem volta.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.