Maior parte das receitas com anúncios do Facebook tem origem fora dos EUA

Mercados internacionais responderam por 51% das vendas globais de publicidade na rede social no primeiro trimestre do ano

Reuters

10 de junho de 2015 | 16h13

Os mercados internacionais dão mais receitas com anúncios que os Estados Unidos ao Facebook, respondendo por 51% das vendas globais de publicidade no primeiro trimestre, sendo que o crescimento na Ásia é o mais rápido no mundo, de 57%, disseram executivos da companhia à Reuters.

O Facebook divulgou seu crescimento regional em termos porcentuais, mas esta foi a primeira vez que detalhou as vendas de anúncios fora dos Estados Unidos e do Canadá como um percentual das vendas no mundo.

Como os anunciantes, a maior rede social do mundo olha para os mercados internacionais para crescer.

"Os próximos 1 bilhão de consumidores virão desses países", disse Carolyn Everson, vice-presidente global de soluções de marketing do Facebook.

O total de receitas com anúncios no trimestre aumentou 46%, para US$ 3,3 bilhões, a maior parte das receitas trimestrais de US$ 3,5 bilhões do Facebook. Cinquenta e um por cento do total das receitas com anúncios seriam cerca de US$ 1,7 bilhão para os mercados internacionais. As receitas com publicidade no exterior subiram 36% na comparação anual, disse o Facebook.

Enquanto a Europa está crescendo mais devagar que os Estados Unidos, a região da Ásia Pacífico está à frente e é foco do Facebook.

Tudo o que sabemos sobre:
economianegóciosFacebookpublicidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.