Maior parte dos mercados asiáticos fecha em alta por bancos

A maioria das bolsas asiáticasavançou nesta quinta-feira, impulsionadas por bancos efinanceiras depois que o governo dos Estados Unidos detalhouplano para auxiliar seguradoras de títulos com problemas eprotelar uma nova leva de baixas contábeis bilionárias. Os títulos do governos japonês recuaram ante seus picosdeste ano, com os investidores migrando para ações naexpectativa de que um pacote de auxílio evite efeito dominó deperdas pelo setor financeiro. "A volatilidade irá continuar no curto prazo até quepossamos ver o tamanho final do dano que os financiamentosimobiliários de risco fizeram", afirmou Tony Russel, consultorde ações no ABN AMRO Morgans. O índice Nikkei da bolsa de Tóquio fechou em alta de 2,1por cento, com a ajuda de bancos como o Mitsubishi UFJFinancial Group e Mizuho Financial Group, com a diminuição dosmedos de novas baixas contábeis. Contudo, o índice ainda acumula queda de 15 por cento esteano e a maior queda percentual desde o 11 de setembro naterça-feira. Na Austrália bancos como Macquarie Group ajudaram o mercadoa fechar em alta de 3,1 por cento. Na Coréia do Sul a quinta-feira também foi positiva, com abolsa avançando 2.1 por cento. O índice Strait Times de Cingapura subiu 2,23 por cento e abolsa de Hong Kong cresceu 3,1 por cento. Na bolsa de Xangai a alta foi mais tímida, de 0,3 porcento, por conta de dados econômicos alimentando expectativasde mais apertos políticos. "A reação do mercado contra um salto nas ações parece tãovolátil quanto foi no mercado de treasuries overnight, mas ootimismo que ajudou as ações não deve durar muito", afirmouAkihiko Yokoyama, estrategista chefe no JPMorgan Securities emTóquio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.