Maior prédio ‘torcido’ do mundo é inaugurado em Dubai

Prédio em formato de DNA humano tem 80 andares e gira 90 graus desde o térreo até o topo, a 306 metros de altura

Economia & Negócios,

13 de junho de 2013 | 12h43

SÃO PAULO - Em formato retorcido que lembra a representação do DNA humano, o maior edifício torcido do mundo, com 80 andares, foi inaugurado em Dubai esta semana.

 O Cayan Tower tem uma torção de 1,2 grau a cada andar, o que soma 90 graus, o equivalente a um quarto de volta desde o térreo até o topo que tem altura de 306 metros.

O prédio custou US$ 272 milhões, o equivalente a R$ 578 milhões, e sofreu atraso de dois anos por causa de dificuldades enfrentadas ao longo da obra lançada em 2005 - uma parede ruiu e provocou inundação de água do mar no canteiro de obras em 2007.

O nome inicial seria Infinity Towers, mas o prédio torcido foi rebatizado quando o construtor descobriu que havia outro prédio com nome parecido.

Por causa do acidente no início da obra, o projeto foi mudado e a torre ficou com treze andares a menos que os 93 previstos inicialmente.A inauguração foi festejada com fogos de artifício e iluminação a laser sobre a torre, na segunda-feira.

A torre tem apartamentos residenciais, salas de conferências, campos de tênis, piscinas, escola, berçário e spa.

O edifício chama a atenção na cidade mais populosa dos Emirados Árabes, com aproximadamente 2,2 milhões de habitantes, localizada na costa sul do Golfo Pérsico. Dubai é conhecida mundialmente pela arquitetura moderna e futurista com enormes arranha-céus e largas avenidas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.