Maioria das empresas investe para elevar produção, diz pesquisa

O principal objetivo para arealização de investimentos industriais em 2008 é a expansão dacapacidade de produção, segundo pesquisa divulgada nestaquarta-feira pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). De acordo com a Sondagem da Indústria de Transformação,realizada nos meses de abril e maio de 2008, a expansão dacapacidade produtiva foi citada por 56 por cento das empresaspesquisadas como motivo de mais investimentos. A taxa é a maiordesde a série histórica reconstituída a partir de 1998. "O resultado de agora sinaliza, portanto, a sustentação dasintenções de realização de investimento ao longo de 2008",afirma a pesquisa. Das 845 empresas consultadas pela pesquisa, 27 por centolevantaram a possibilidade de não conseguirem atender todas asencomendas em decorrência do esgotamento da capacidade. Opercentual é menor que os 31 por cento registrados no iníciodeste ano e menor que a taxa de 29 por cento verificada emjaneiro de 2005. Entre as empresas que vêem alguma possibilidade de nãoatendimento de todos os pedidos, 87 por cento afirmaram que oesgotamento se daria nos próximos 12 meses. O segundo motivo citado para a realização de investimentosem 2008 é o aumento da eficiência produtiva, apontado por 28por cento das empresas, o mais baixo percentual desde 2005 (26por cento). Em terceiro lugar veio a substituição de máquinas e/ouequipamentos, lembrada como principal objetivo por 11 por centodas empresas, contra 16 por cento em 2007. (Por Cláudia Pires)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.