Maioria dos empresários mantém projetos de investimentos

Os empresários brasileiros sustentam a disposição de realizar investimentos este ano, a despeito da turbulência política e da maior austeridade monetária a partir de setembro do ano passado. A avaliação consta dos quesitos especiais da 156ª Sondagem Conjuntural da Indústria da Transformação, divulgada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), referente ao segundo trimestre desse ano. A sondagem trata basicamente da previsão de investimentos a serem realizados pela indústria da transformação. De acordo com a análise, 59,6% das empresas pesquisadas planejam aumento de investimentos em 2005 ante 2004. Em contrapartida, 40,4% das companhias questionadas para a análise planejam redução de investimentos esse ano, ante 2004. Ainda de acordo com a FGV, o total de investimentos programados pelas empresas para esse ano atinge montante de R$ 46 bilhões, valor 18,2% superior, em termos reais, aos investimentos realizados em 2004.A FGV entrevistou 710 empresas, entre os dias 28 de junho a 28 de julho. Diferente da pesquisa de "quesitos especiais" anterior, referente ao primeiro trimestre desse ano, a FGV não forneceu parcela das empresas que informaram estabilidade nos investimentos em 2005 ante 2004, e comunicou apenas a participação de empresas que planejam investir mais ou menos esse ano, ante o ano passado. Por isso, os dados de porcentual não podem ser comparados entre o levantamento anterior, e o levantamento divulgado hoje, visto que usam parâmetros diferentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.