Mais 100 produtos terão imposto de importação elevado

O governo brasileiro deve anunciar nos próximos dias uma lista com mais 100 produtos que terão aumento no imposto de importação, segundo Emílio Garófalo, secretário-executivo da Câmara de Comércio Exterior (Camex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

DANIELA AMORIM E GLAUBER GONÇALVES, Agencia Estado

27 de setembro de 2012 | 12h01

No início do mês, o Conselho de Ministros da Camex decidiu aumentar o imposto de importação para 100 produtos, estabelecendo uma alíquota máxima de até 25%. Garófalo defendeu que as medidas estão dentro das regras da Organização Mundial do Comércio (OMC) e do Mercosul.

"A lista de 100 produtos anunciada antes estava em comum acordo com o Mercosul e absolutamente dentro dos padrões da OMC. Na ultima cúpula do Mercosul, esse número permitido foi elevado para 200. Vamos anunciar em breve os outros 100 (produtos com aumento de imposto de importação). Aguardem os próximos dias", disse o secretário executivo da Camex, durante o Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex), realizado no Rio de Janeiro.

Garófalo informou que haverá uma consulta ao setor produtivo sobre os produtos que deveriam entrar na lista para aumento da alíquota de importação. Na última consulta, 250 produtos foram selecionados. "Um grupo de trabalho analisou com afinco por seis meses e eliminou aproximadamente 140 desses 250. E depois desses 110, chegou-se a 100. Temos de perguntar de novo ao setor produtivo (quais produtos deveriam entrar na lista)", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
CamexMDICimposto de importação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.