Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Mais álcool na gasolina pode reduzir preço em R$ 0,03

A adição do álcool anidro em maior proporção na gasolina a partir de domingo pode baixar em pelo menos mais R$ 0,03 o preço do litro cobrado na bomba para o consumidor, estima o Sindicato de Revendedores de Combustíveis do Rio de Janeiro (Sindicomb). O aumento da mistura de 20% para 25% foi autorizado por portaria interministerial há cerca de um mês para vigorar a partir de 1º de junho, época de pico da safra de cana-de-açúcar na região Centro-Sul. Apenas o aumento na adição do álcool na gasolina já representaria uma queda de pelo menos R$ 0,01 no preço do litro, já que o álcool possui um custo menor do que o valor da gasolina na refinaria. O restante da queda esperada para o preço da gasolina deve vir apenas se as distribuidoras repassarem a redução do álcool já verificada no mês de maio, desde a entrada da safra. As distribuidoras já vêm adquirindo o álcool mais barato há pelo menos três semanas. Segundo o índice de preços de produtos agrícolas calculado pelo Centro de Pesquisas Avançadas (Cepea) da USP de Piracicaba, o litro do álcool anidro caiu 11% em maio, de R$ 0,91 para R$ 0,81. Se comparado com fevereiro, dois meses antes do início da safra na região Centro-Sul, a queda no valor do álcool anidro já chega a 26,15%. Tradicionalmente, cada R$ 0,10 de queda no preço do álcool anidro representam uma queda de R$ 0,02 no valor cobrado pelo litro da gasolina na bomba de combustível.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.