Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Mais de 20 milhões sem emprego

Estimativas sobre mercado de trabalho serão revistas

Jamil Chade, O Estadao de S.Paulo

26 de janeiro de 2009 | 00h00

A revisão das projeções do FMI irá obrigar várias entidades a reavaliarem suas contas para 2009. Fontes da Organização Internacional do Trabalho (OIT) alertam que a entidade anunciará nos próximos dias sua nova estimativa de quantos desempregados serão gerados pela crise. Em meados de 2008, a previsão era de um aumento no desemprego mundial de 5 milhões de pessoas. Em novembro, a OIT alertou que 20 milhões de pessoas perderiam seus empregos até o fim de 2010. Agora, o impacto poderá ser bem maior. "Já estamos trabalhando em novos números, que serão divulgados nos próximos dias", afirmou uma fonte da entidade. Só na Europa, a estimativa é de 3,5 milhões de novos desempregados em 2009. COMÉRCIONo comércio, a queda da previsão também será sentida. A Alemanha, a maior exportadora mundial, prevê recuo de suas vendas de quase 9% em 2009. Em Xangai, dados divulgados ontem ainda revelam o tamanho da crise no comércio mundial. O porto da cidade havia registrado entre janeiro e agosto de 2008 um fluxo de bens 23% acima dos níveis de 2007. Entre agosto e dezembro do ano passado, a taxa de expansão cresceu para apenas 2,7%. Na Austrália, a contração das exportações já é de 5%, o pior desempenho em 50 anos. Segundo o Banco Mundial, o comércio global em 2009 terá seu pior ano desde 1982. A ONU ainda alerta que o fluxo de investimento deve desabar. Só em 2008, a queda já foi de 21% e o tombo em 2009 deve ser maior diante dos novos números do FMI.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.