Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

Mais de 270 voos já foram cancelados por greve dos caminhoneiros

Associação Brasileira das Empresas Aéreas recomenda que passageiros se informem sobre seus voos

Agência Brasil

29 Maio 2018 | 15h31

A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) informou que, até a noite dessa segunda-feira, 28, mais de 270 voos foram cancelados no País desde o início dos bloqueios feitos pelos caminhoneiros nas rodovias federais. O prejuízo diário, segundo a entidade, supera os R$ 50 milhões.

+Greve dos caminhoneiros chega ao 9º dia; acompanhe ao vivo

Em nota, a Abear diz que apesar de a maior parte da malha aérea permanecer em operação, a expectativa é de que cancelamentos e mudanças de horários continuem a ocorrer, e que não há ainda previsão de quando o serviço prestados pelas companhias aéreas serão normalizados.

+ Polícia prende sete 'infiltrados' na greve dos caminhoneiros no MA

Diante da “não reposição ou total ausência de combustível em aeroportos menores espalhados pelo país”, a Abear reitera aos passageiros a orientação de que se informem, nas empresas (por meio de sites, serviços de Atendimento ao Consumidor ou aplicativos), sobre a situação específica de seu voo antes de ir para o aeroporto.

+'Não vejo nenhum militar pensando em intervenção', diz Etchegoyen

Ainda segundo a entidade, que representa as empresas Avianca, Azul, Gol e Latam, os passageiros podem alterar a data e o horário dos voos enquanto a normalidade não for retomada. Essas alterações poderão ser feitas sem a necessidade de pagamento de taxa de remarcação e de eventuais diferenças tarifárias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.