finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mais qualidade na horta, com menos chuva

Hortaliças em Mogi das Cruzes e Suzano já não sofrem com excesso de umidade e alagamentos

Ana Maria H. de Ávila, O Estado de S.Paulo

16 de fevereiro de 2011 | 00h00

Nesta última semana, predominaram os dias ensolarados, embora duas frentes frias associadas ao calor e à umidade passassem pelo Estado, provocando chuvas, que já se reduziram em todas as localidades, embora maiores volumes ainda ocorressem no sul, em Iguape e Itapeva, com 78 e 71 milímetros.

A temperatura ficou acima da média, sobretudo as máximas, em torno dos 32 graus, com 33,8 graus em Piracicaba. O calor manteve a taxa de evapotranspiração elevada, oscilando entre 3,8 e 4,4 milímetros/dia, reduzindo a reserva de água no solo. O excedende hídrico recuou. Em Taubaté e Piracicaba, a umidade do solo está em 31% e 44%.

O tempo mais seco e o calor reduziram o risco de ataque da ferrugem nos cafezais de Garça, Pinhal e Franca. Em Vinhedo e Jundiaí, a colheita da niágara prosseguiu. Em Jales, os viticultores aproveitam o sol para pulverizar as videiras contra fungos. Em Presidente Prudente, Jaboticabal e Jaú, o plantio da cana-de-ano-e-meio prosseguiu, entretanto, nos municípios com redução da umidade do solo, como Piracicaba e Itapira, aguardam por mais chuva para plantar. O tempo favoreceu também o plantio de feijão em Itapeva, Paranapanema e Itapetininga. Em Mogi das Cruzes e Suzano, com menos chuva as hortaliças têm qualidade. O tempo seco favoreceu a colheita do amendoim em Taquaritinga e Jaboticabal e do tomate em Sumaré.

ANA MARIA H. DE ÁVILA É PESQUISADORA DO CEPAGRI/UNICAMP. MAIS INFORMAÇÕES SOBRE TEMPO E CLIMA, ACESSE WWW.AGRITEMPO.GOV.BRN

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.