coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

Mais um refrigerante norte-americano chega ao Brasil

O refrigerante Mountain Dew, o terceiro mais consumido nos Estados Unidos, atrás de Coca-Cola e Pepsi, chegou nesta quarta-feira ao Brasil. De sabor cítrico, cor neon e voltado para o público jovem, o produto estará, num primeiro momento, disponível apenas na região de Campinas, no interior de São Paulo. "A projeção é de que o produto chegue a todo o mercado nacional a partir do segundo semestre", informou o diretor de marketing da Pepsi no Brasil, Bruno Francisco. O Brasil é o primeiro mercado da América Latina a receber o Mountain Dew.O preço sugerido no varejo é de R$ 0,65 para a lata de 350ml e de R$ 1,10 para as garrafas pet de 600ml. O refrigerante, de propriedade da PBI-Pepsi Beverages International, será produzido e distribuído pela Companhia de Bebidas da Américas (AmBev).InovaçãoPesquisa de mercado realizada entre os consumidores brasileiros, segundo Francisco, indicou que o consumidor queria inovação. "O mercado de refrigerantes no Brasil há muito tempo não apresenta uma novidade. Por isso, a AmBev e Pepsi, em parceria, resolveram movimentar o segmento", disse o diretor.A parceria entre as duas empresas teve início em 1997, quando a distribuição dos produtos da Pepsi passou a ser feita pela então Brahma, que mais tarde veio a se unir com a Antarctica para criar a AmBev. No final do ano passado, foi a vez do Gatorade, adquirido pela Pepsi, também ser distribuído pela AmBev e, em fevereiro, a Pepsi Twist, que é comercializada apenas no Rio Grande do Sul.1964O refrigerante foi lançado em 1964 em Marion, no Estado norte-americano da Virginia. Hoje, detém 8,8% do mercado nos Estados Unidos de refrigerantes. Lá, no ano 2000, movimentou US$ 60 bilhões. No ano passado, o mercado brasileiro de refrigerantes teve receita de R$ 12,098 bilhões, com a venda de 13,015 bilhões de litros. De 1996 a 2001, esse segmento registrou crescimento de 45,35% em volume e 38,08% em faturamento.Segundo dados da AC Nielsen, os refrigerantes (refrigerantes e não-alcoólicos) são responsáveis por 71% deste total; os refrescos em pó, por 14,4%; água, por 8,6%; sucos de frutas concentrado, 4,5%; sucos de fruta prontos para o consumo, 0,9%; chá líquido , 0,3%; e produtos isotônicos, apenas 0,3%.Francisco preferiu não comentar a meta do Mountain Dew para este ano. Segundo ele, ainda é cedo para se fazer previsões. O executivo também não divulgou a verba destinada ao lançamento do produto no mercado, limitando-se a informar que integra os R$ 350 milhões anunciados pela AmBev para o ano de 2002.GuepardoPara divulgar o novo refrigerante, a Pepsi trouxe para o mercado brasileiro o "Guepardo", filme publicitário criado pelo pool internacional da Pepsi dirigido aos jovens. Com 30 segundos de duração, "Guepardo" começará a ser veiculado a partir do dia 15. O filme mostra um guepardo correndo numa paisagem árida atrás de um garoto, e termina quando o menino consegue uma lata do produto e diz para os amigos: "É por isso que eu não gosto de gatos". A assinatura do comercial é "Do the Dew".Segundo o gerente de marketing de refrigerantes da AmBev Cyro Giopato, além do filme, será veiculado um jingle de rádio criado pela Almap BBDO e produzido pelo músico André Abujamra.A Pepsi Cola, divisão de bebidas da PepsiCo, está no Brasil há 49 anos. A multinacional norte-americana é a quinta maior empresa do setor de bebidas e alimentos do mundo. Há cinco anos, a PepsiCo e a Brahma selaram acordo de franquia, com duração de 20 anos, para a produção e comercialização dos produtos Pepsi no Brasil. Desde 1999, a empresa é responsável pela presença das marcas Pepsi em todo o território nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.