Malan diz que WorldCom exemplifica "nuvem de incerteza"

O ministro da Fazenda, Pedro Malan, afirmou que a fraude contábil na WorldCom "é um exemplo grave da nuvem negra de incertezas que há hoje no mundo, sobre os balanços das empresas e a eficácia das auditorias". Malan comentou que o mundo passa hoje por profundo processo de reavaliação de risco, que começou depois da crise da Ásia, seguiu com a crise russa, a falência de um importante fundo financeiro, o LTCM, e que continua hoje. Ele citou, como exemplos emblemáticos de levantamento de suspeitas sobre a qualidade dos balanços e auditorias, o caso Enron e, agora, o da WorldCom. Malan disse que esse processo que está em curso afeta o mundo em seu conjunto. Para ele, depois dessa seqüência da Enron e WorldCom surgiu uma ?grande interrogação?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.