bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Malan e Fraga irão ao Senado explicar fundos

O ministro da Fazenda, Pedro Malan, e o presidente do Banco Central (BC), Armínio Fraga Neto, estão dispostos falar no Congresso sobre a crise dos fundos de renda fixa, em função do ajuste a preços de mercado. A data para a audiência pública, que poderá ser realizada pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, deve ser marcada pelo seu presidente, o senador Lúcio Alcântara (PSDB-CE), já na semana que vem. As informações são do vice-líder do governo Romero Jucá (PSDB-RR), que tomou a iniciativa de colocar as autoridades do governo à disposição dos parlamentares e disse que vai anunciar a disponibilidade na próxima segunda-feira. "O governo mais uma vez toma a iniciativa, porque não temos nada a esconder", afirmou. Jucá negou que tenha havido vazamento de informações sobre a decisão do BC, de fazer o ajuste dos fundos de investimento. "O BC não encontrou nenhum indício nesse sentido", assegurou. Jucá refere-se ao fato de os aplicadores terem tirado cerca de R$ 1,8 bilhão dos fundos antes da mudança determinada pela autoridade monetária. A senadora Heloísa Helena (PT-AL) divulgou nota no Senado na qual afirma que vai apresentar requerimento para a convocação dos integrantes da equipe econômica. A senadora quer que, além de falar para a CAE, Malan e Fraga concedam audiência também para a Comissão de Fiscalização e Controle (CFC).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.