Malan nega critica sobre juro e diz que jornal faltou com a ética

O ministro da Fazenda, Pedro Malan, divulgou hoje nota negando o teor da matéria publicada na edição de hoje do jornal Folha de S.Paulo. A matéria diz que Malan criticou a decisão do Copom de reduzir a taxa de juro em 0,5 ponto, para 18%, na última reunião. A seguir a íntegra da nota: "Uma das formas mais rudimentares de desonestidade intelectual, de falta de ética no debate público e de falta de caráter consiste na atribuição a alguém de palavras que esta pessoa não proferiu, de idéias que nunca expressou, de textos que nunca escreveu e de ações que nunca empreendeu.A notícia publicada hoje no jornal Folha de S.Paulo enquadra-se nesta categoria. Pior ainda, é absolutamente inverídica em todas as suas ilações, insinuações, suposições baseadas em ´apurações´ mediúnicas e pretensas informações ao leitor - que deveria merecer respeito".

Agencia Estado,

26 de julho de 2002 | 15h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.