Malan: queda do preço da gasolina pode variar

A redução dos preços da gasolina nos postos vai depender do "grau de competição" em cada Estado do Brasil. A afirmação é do ministro da Fazenda, Pedro Malan, ao declarar em entrevista à imprensa que a redução dos preços da gasolina nas refinarias deve ser de 5,5%. Na semana passada, o presidente Fernando Henrique Cardoso anunciou o corte, prevendo uma queda de 5,4% nos preços. "O número é mais para 5,5% na refinaria", afirmou Malan, de acordo com entrevista distribuída há pouco pela Assessoria do Ministério da Fazenda. Segundo explicou Malan, quando o presidente anunciou o corte nos preços da gasolina ainda faltavam dois ou três dias úteis do mês de março, que precisavam ser contabilizados para saber, precisamente, qual seria o porcentual de redução nos preços da gasolina nas refinarias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.