Malan recebe convite para voltar a trabalhar no Ipea

O ministro da Fazenda, Pedro Malan, recebeu hoje um convite de trabalho para quando deixar o governo. O presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Roberto Martins, convidou publicamente o ministro para retornar ao quadro de servidores da instituição, da qual Malan é funcionário de carreira há 36 anos."Ministro, um dia o sr. vai deixar o Ministério da Fazenda, e o seu gabinete no Ipea está pronto", disse Martins, em uma cerimônia de comemoração dos 38 anos de existência do instituto, na qual o ministro recebeu uma placa em homenagem ao seu trabalho de servidor e pesquisador. "O seu retorno a esta casa é muito bem vindo", disse.Ele qualificou Malan como "exemplo de servidor e pesquisador público, que introduziu no instituto as pesquisas nas áreas sociais".Martins disse que o ministro, com a carreira ao longo dos anos, poderia ter se retirado para o mercado e ter ficado milionário, mas preferiu permanecer no serviço público.Malan fez um discurso em clima de saudosismo. Lembrou de toda a carreira desde o momento em que entrou no Ipea, aos 23 anos. Ele contou a história pessoal dentro da evolução da economia brasileira.Disse que o período em que trabalhou no Ipea foi "extremamente estimulante" e que o instituto é um centro de geração de idéias e formação de quadros para o serviço público.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.