Malta e Chipre passam a adotar o euro como moeda

As ilhas de Malta e Chipre adotaram o euro como moeda nacional hoje, aumentando para 15 o número de países da União Européia que usam o euro e ampliando o poder da moeda frente ao enfraquecido dólar americano. As ilhas do Mediterrâneo, ambas ex-colônias britânicas, aposentaram hoje a libra cipriota e a lira maltesa. Apesar do feriado bancário de ano-novo, alguns bancos cipriotas abriram agências na capital, Nicósia, para trocar libras cipriotas por euros. Nenhum problema foi reportado. O ministro de Finanças, Michalis Sarris, visitou uma agência bancária na praça Elefteria, no centro de Nicósia. "Como muitas outras pessoas, eu vim para trocar minhas últimas libras por euros", disse. O primeiro-ministro de Malta, Lawrence Gonzi, teve de esperar um pouco para trocar suas liras maltesas por euros, após a primeira máquina automática que ele tentou usar, depois da meia noite de ontem, não ter funcionado. Ele usou um outro terminal ao lado e fez a troca. Gonzi disse que o fato de Malta ter adotado o Euro tornará o pequeno arquipélago mais atrativo aos investidores. "O risco de flutuação da moeda desaparece completamente, então agora o investidor sabe que ele investe em uma economia que é forte e tem potencial maior de crescimento", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.