MAN: ajuste em motor é comum em início de operação

A MAN Diesel & Turbo, que forneceu os motores para os petroleiros tipo Suezmax encomendados ao EAS pela Transpetro, informou à Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, em nota que ajustes em início de operação são procedimentos comuns. "É necessário realizar, no início da operação destes motores altamente complexos diversos ajustes. Por isso contamos com um corpo de superintendentes e engenheiros navais altamente qualificados aqui no Brasil", diz a companhia.

IRANY TEREZA E MARIANA DURÃO, Agencia Estado

17 de maio de 2013 | 21h33

A vinda de um representante da direção global da empresa à Transpetro foi resultado, segundo a empresa, de um aproveitamento de agenda. "O executivo Sr. Dr Stephan Timmermann, membro do conselho da MAN Diesel & Turbo SE, aproveitou sua viagem em janeiro pela América do Sul, para visitar também a diretoria e alta gerência da Transpetro, um de nossos clientes mais importantes no subcontinente", diz a nota.

A MAN ressalta a excelência dos motores que forneceu. "No caso do João Cândido o motor opera em condições excelentes dentro dos parâmetros oficiais do projeto" e destaca que é "o maior fornecedor de motores de 2 tempos de grande porte do mundo". O navio Zumbi dos Palmares, o segundo construído pelo Estaleiro Atlântico Sul (EAS), em Pernambuco, será entregue à Transpetro na segunda-feira, 20.

De acordo com fontes ouvidas pelo Broadcast, no teste de mar, feito em março deste ano, teria sido detectada uma falha no motor. Em julho passado uma pane semelhante foi constatada no João Cândido, o primeiro entregue pelo EAS, em maio de 2012, com mais de dois anos de atraso.

Tudo o que sabemos sobre:
petroleiroTranspetroMAN

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.