EFE/Joédson Alves
EFE/Joédson Alves

'Mandamos lista com 30 frigoríficos à China; 6 desses já estão aprovados', diz Tereza Cristina

A ministra divulgou em coletiva de imprensa o balanço da missão oficial realizada à Ásia em maio

Amanda Pupo, O Estado de S.Paulo

23 de maio de 2019 | 18h50

BRASÍLIA - A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou nesta quinta-feira, 23, que a pasta está enviando hoje uma lista de 30 plantas de frigoríficos de bovinos, suínos, aves e uma de asininos para serem analisadas pelas autoridades chinesas para habilitação. Segundo a ministra, destas 30 plantas, seis já passaram na vistoria, mas ainda precisam ser habilitadas pela China. Caso sejam aprovadas, as conversas de possíveis embarques passarão para a iniciativa privada, de empresa para empresa.

A ministra divulgou em coletiva de imprensa o balanço da missão oficial realizada à Ásia em maio, quando visitou China, Japão, Vietnã e Indonésia. Segundo ela, os chineses pediram que o Brasil enviasse a eles até esta quinta-feira uma lista com 20 plantas. Segundo ela, como seis já tinham passado pela vistoria, o governo brasileiro resolveu mandar 30 plantas, em vez de 20.

Tereza Cristina ainda afirmou que espera receber uma resposta da China em 30 dias, mas ressalvou que a data não ficou acertada. De acordo com o ministério, atualmente são cerca de 50 plantas habilitadas a exportar para China, 6 de bovinos, 9 de suínos, e entre 37 ou 39 de aves.

R$ 10 bilhões

A ministra da Agricultura ainda disse que espera que o Congresso Nacional aprove rapidamente cerca de R$ 10 bilhões para a subvenção ao crédito rural no Plano Safra 2019/2020, que será anunciado em 12 de junho. Os recursos estão previstos no projeto de crédito suplementar (PLN 4/2019) para o qual o Legislativo precisa dar seu aval. No total, o Executivo pede autorização do Congresso para, com recursos oriundos de operações de crédito, quitar R$ 248,9 bilhões em despesas correntes. Os R$ 10 bilhões estão dentro desse montante.

Segundo Tereza Cristina, é "importantíssimo" que o valor de R$ 10 bilhões seja aprovado para o anúncio do Plano Safra. A ministra disse que soube por conversas com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e com o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra, que o projeto irá à votação na semana que vem. Ontem, na Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados, a ministra disse que o próximo Plano Safra terá, no mínimo, os mesmos R$ 220 bilhões destinados no ano agrícola 2018/2019.

"Eu tive resposta dos dois que isso deve ser aprovado na semana que vem, que isso deve passar na terça-feira na Câmara - que é a regra de ouro - e passar no Senado um dia ou dois depois. Estou fazendo o que eu posso", disse a ministra em coletiva de imprensa para fazer um balanço da missão oficial à Ásia. 

 

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.