Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Mangabeira e presidente do Ipea irão depor no Senado

Ministro será convocado e Pochmann, convidado, para falar em comissão sobre afastamentos no Ipea

Rui Nogueira,

17 de novembro de 2007 | 17h33

O senador Arthur Virgílio (PSDB-AM) vai chamar para depor na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) o ministro extraordinário de Assuntos EStratégicos, Mangabeira Unger, e o presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Marcio Pochmann. O requerimento, disse neste sábado o senador, será protocolado nesta segunda-feira, na CAE. O requerimento vai "convocar" o ministro e "convidar" o presidente do Ipea. "Pela Constituição, os senadores convocam, e os ministros têm de comparecer para dar as explicações necessárias pedidas pelos parlamentares. Mas tenho a certeza de que, além do chefe, o próprio presidente do Ipea (Pochmann) também vai aceitar o convite para dizer por que os economistas estão sendo afastados do instituto". Pochmann anunciou que, até o final do ano, afastará do Ipea os economistas Fabio Giambiagi, Gervásio Rezende, Régis Bonelli e Otávio Tourinho. Todos têm uma postura crítica em relação à administração econômica do governo Lula, a começar pelos crescente aumento dos gastos com o custeio da máquina pública. Pochmann disse, em entrevistas dadas na semana passada, que eles serão afastados por serem aposentados ou ter expirado o convênio da pesquisa.   O presidente do Ipea também prega uma participação maior do Estado na economia, principalmente em investimentos na infra-estrutura, com o que não concordam os economistas afastados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.