Manifestação de professores deixa 16 feridos na Argentina

Já são 16 os professores e jornalistas feridos em conflito hoje entre polícia e manifestantes em frente a Assembléia Legislativa da província argentina de Buenos Aires, na cidade de La Plata.Os conflitos começaram quando os manifestantes tentaram entrar no edifício, onde os deputados aprovaram um corte de 600 milhões de pesos no orçamento relativo à área de educação. A polícia reprimiu a manifestação com balas de borracha e bombas de gás lacrimogêneo.Para protestar contra o corte nos gastos com educação, o ano letivo não começará na próxima semana por causa da greve dos professores.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.