Nelson Andrade
Nelson Andrade

Manifestações de caminhoneiros bloqueiam rodovias e Marginais em SP

Via Anchieta tem manifestação na altura do km 24, no sentido Litoral, com bloqueio da faixa da esquerda da pista central; marginais do Tietê e Pinheiros também são interditadas

Renata Okumura, O Estado de S.Paulo

24 Maio 2018 | 16h21
Atualizado 24 Maio 2018 | 16h58

SÃO PAULO - A greve dos caminhoneiros contra o aumento do diesel chega ao quarto dia e ainda traz reflexos nas rodovias e nas Marginais do Tietê e Pinheiros na tarde desta quinta-feira, 24.

Por volta das 16h30, os caminhoneiros voltaram a fechar a pista expressa da Marginal do Tietê, no sentido da Castelo Branco, na altura da Ponte das Bandeiras. 

Ainda de acordo com a Companhia de engenharia de Tráfego (CET), pela manhã, os caminhoneiros bloquearam a Marginal do Tietê, no sentido da Castelo Branco, na altura da Ponte Júlio de Mesquita. O grupo também interditou as pistas expressa e local da Marginal Pinheiros, no sentido Interlagos, nas proximidades da Ponte  Laguna. 

Além dos caminhoneiros, motociclistas e motoristas de Uber também se juntaram aos protestos contra o aumento do preço dos combustíveis.  Nas Marginais do Rio Tietê e Pinheiros, importantes corredores em São Paulo, motociclistas fazem manifestação na tarde desta quinta-feira. Já em Brasília, pela manhã, motoboys e motoristas do Uber bloquearam portas da distribuidora de combustíveis da BR e do centro de distribuição da Raízen.

Segundo a Ecovias, a Anchieta tem manifestação na altura do km 24, no sentido do litoral. A faixa da esquerda está bloqueada na pista central e marginal.

A rodovia Régis Bittencourt também apresenta interdições nos trechos: km 67, km 279, km 280, km 385,7 e km 477.

Na tarde desta quinta-feira, o tráfego também permanece lento na rodovia Ayrton Senna, no sentido interior, entre o km 15 e o km 18, em reflexo de manifestação na altura do km 12, na região de São Paulo.

+ Entenda a alta nos combustíveis e o protesto dos caminhoneiros

+ Apenas 40% dos ônibus circulam em SP nesta quarta; rodízio é suspenso

Caminhoneiros também realizam bloqueios na rodovia Fernão Dias, segundo a Autopista Fernão Dias que administra a via.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.