finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Manifestantes contra leilão caminham até a Petrobras

Os cerca de 300 manifestantes que seguiam em passeata pela avenida Rio Branco, no centro do Rio, caminham agora pela avenida Almirante Barroso em direção à sede da Petrobras. Policiais militares formam barreiras em ruas do entorno, como a Senador Dantas e a Lélio Gama. A sede da estatal fica na esquina da rua Lélio Gama com a avenida República do Chile.

FELIPE WERNECK, Agencia Estado

21 de outubro de 2013 | 19h21

O prédio da Petrobras está cercado por policiais militares. À frente dos manifestantes, ativistas levam faixas defendendo a desmilitarização da polícia e classificando como "privatização" o leilão da primeira área do pré-sal, o campo de Libra, realizado nesta segunda-feira, 21, pelo governo federal na Barra da Tijuca (zona oeste do Rio).

Tudo o que sabemos sobre:
pré-salleilãoprotestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.