Manifestantes protestam contra juros altos em Brasília

Ato reúne cerca de cem integrantes de movimentos sociais em frente à sede do Banco Central

FERNANDO NAKAGAWA, Agencia Estado

19 de junho de 2008 | 11h04

Movimentos sociais iniciaram nesta quinta-feira, 19, desde as 10 horas da manhã, um protesto em frente à sede do Banco Central, em Brasília, contra o elevado nível dos juros brasileiros. Em seus dois últimos encontros, o Comitê de Política Monetária (Copom) elevou a taxa básica de juros, a Selic, em 0,50 ponto porcentual cada, para os atuais 12,25% ao ano. Por enquanto, pouco mais de 100 integrantes de entidades como a Central Única dos Trabalhadores (CUT), Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB) e União Nacional dos Estudantes (UNE) realizam o ato "Menos juros, mais desenvolvimento". A manifestação é organizada pela Coordenação dos Movimentos Sociais (CMS). Os arredores do edifício-sede do BC têm policiamento fortemente reforçado e a entrada no prédio é controlada. O clima, porém, é bastante tranqüilo na região e também entre os manifestantes.

Tudo o que sabemos sobre:
JurosSelicBCCUTUNE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.