DIDA SAMPAIO/ESTADÃO
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

Mansueto, Carlos Hamilton e Marcelo Caetano assumem secretarias da Fazenda

Ministro da Fazenda afirmou que Mansueto irá focar sua atividade no diagnóstico das despesas públicas, enquanto Hamilton será o formulador das políticas macroeconômicas

O Estado de S.Paulo

17 de maio de 2016 | 09h54

BRASÍLIA - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, anunciou nesta terça-feira, 17, os nomes de sua equipe econômica. Para a Secretaria de Acompanhamento Econômico (SEAE), o ministro anunciou o economista Mansueto Almeida. No comando da Secretaria de Política Econômica, ficou definido o ex-diretor do Banco Central Carlos Hamilton. O ministro anunciou ainda Ilan Goldfajn para presidência do Banco Central no lugar de Alexandre Tombini.

Segundo Meirelles, o economista Mansueto Almeida vai focar a sua atividade no diagnóstico das despesas públicas. Segundo ele, a SEAE vai cuidar de atividades na área de competitividade e microeconomia, mas o foco principal é uma análise detalhada das despesas públicas que vai dar o fundamento para as medias que serão tomadas gradualmente. "Vamos fazer um diagnóstico preciso e correto e tomar medidas que sejam eficazes e não tenham que ser revertidas", afirmou. Ele enfatizou que vai fazer uma análise detalhada e profunda das despesas.

Hamilton, por sua vez, será o formulador das políticas macroeconômicas que vão fundamentar as ações do governo federal. Meirelles fez questão de afirmar que foi encarregado pelo presidente em exercício Michel Temer de ser o "coordenador" da política econômica, responsável por falar em economia e propondo as medidas. "Ele vai dar a base para a ação", afirmou.

O ministro disse que a ideia é que haja uma base de avaliação de comportamento das despesas públicas com precisão. Ele repetiu o seu mantra: "vamos devagar que eu estou com pressa". Meirelles disse que é preciso ir com rapidez, mas de forma eficaz.

Para a secretaria da Previdência, Meirelles anunciou Marcelo Caetano. "Caetano é um membro respeitado da área", disse ao anunciá-lo. O novo secretário já foi coordenador-geral de atuário da Previdência. Segundo Meirelles, Caetano vai formular uma política de Previdência Social para o País. 

Continuidade. Ao anunciar os nomes que farão parte da equipe econômica, Meirelles elogiou o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid. "Rachid continua secretário da Receita Federal, que é um profissional de grande competência e respeito", disse com um largo sorriso no rosto. 

O ministro também afirmou que irá manter o secretário do Tesouro Nacional, Otávio Ladeira. "No momento, o Otávio Ladeira continua na secretaria do Tesouro, assim como os demais secretários da Fazenda", afirmou. (Rachel Gamarski, Eduardo Rodrigues, Adriana Fernandes, Murilo Rodrigues Alves)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.