Mantega admite estudo para redução de crédito direcionado

O ministro do Planejamento, Guido Mantega, afirmou que o governo estuda a possibilidade de reduzir gradativamente a política de crédito direcionado, que consome parte dos depósitos à vista e da poupança para o financiamento rural e habitacional no País. Mantega ressaltou, entretanto, que ainda não existe uma decisão sobre a mudança no sistema. "Nós estudamos tudo, mas ainda não temos um posicionamento fechado sobre isso", disse o ministro, ao chegar ao Palácio do Planalto, para a reunião do Conselho do Desenvolvimento Econômico e Social.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.